“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Curso sobre Justiça Restaurativa ocorre neste final de semana



Curso de Justiça Restaurativa trabalha mediação de conflitos na sociedade
Curso de Justiça Restaurativa trabalha mediação de conflitos na sociedade
Foto de Neiva Motta
A segunda fase do Curso de Formação em Práticas de Justiça Restaurativa reúne, até domingo (15), servidores da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e integrantes da Pastoral Carcerária no Centro Arquidiocesano Pastoral, em Porto Alegre. O encontro, iniciado na sexta, conta com 40 participantes vindos de Caxias do Sul, Passo Fundo e Vacaria.

Para a diretora da Escola Penitenciária, Christiane Russomano Freire, a parceria com a Pastoral Carcerária para a realização do curso, que inclui um grupo de estudos formado há um ano e quatro meses, representa uma vitória. "É necessário repensar o sistema criminal e o tratamento que é oferecido aos apenados", defendeu.

Durante o primeiro dia de curso, ela questionou também o aumento das condenações numa sociedade que deveria produzir mudanças conceituais sobre as formas de punição. "A justiça restaurativa assume uma abordagem de resolução de conflitos ao invés de punição".

O curso é uma promoção da Escola dos Serviços Penitenciários (ESP), da Pastoral Carcerária e do Centro de Direitos Humanos e Educação Popular de Campo Limpo (CDHEP).

Justiça restaurativa Metodologia de resolução de conflito, a justiça restaurativa rompe com o modelo tradicional, pois visa a promover processos restaurativos, onde vítima e ofensor, bem como outros indivíduos ou membros da comunidade que foram afetados pelo conflito, participam ativamente na resolução das questões deste conflito, geralmente com a ajuda de um facilitador.

Conforme a professora Joana Bleney, na primeira fase, os alunos receberam os fundamentos do curso sobre justiça restaurativa. "Já existe entendimento sobre praticar círculos restaurativos com conflitos de família, trabalho e nos presídios com os presos", diz joana. Nesta segunda etapa, o objetivo é focar em dois métodos. O primeiro é a prática de Círculo Restaurativa com a presença de vítima, ofensor e comunidade, baseado na metodologia de círculos restaurativos de Ted Wanchtel, do Internatinal Institute for Restorative Practies. O segundo é o Círculo da Paz, segundo ensinamento de Kay Pranis. 

Superintendência dos Serviços Penitenciários.  Publicação 13.04.2012 às 17:25

 
 Neiva Motta
Assessoria de Comunicação da Susepe

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...