“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Disciplina Restaurativa para Escolas


foto_livro_maior

Disciplina Restaurativa para Escolas

Autor(a): Lorraine Stutzman Amstutz e Judy H. Mullet

Editora: Palas Athena

Publicação: 2012

Páginas: 118 



De onde nos veio à noção de que o sofrimento corrige o mau comportamento? Como resolver problemas disciplinares de forma a fortalecer a comunidade escolar e os laços de coleguismo e cuidado mútuo? Estas e outras questões são abordadas nesta obra de grande aplicabilidade prática e clareza conceitual.

Ao longo de suas páginas, nos vemos imersos no universo da escola dos nossos dias, que sofre a pressão de violências estruturais manifestadas nos mais diversos sintomas: bullying ou assédio moral escolar, baixo rendimento acadêmico, absentismo, vandalismo e conflitos de toda ordem. É nesse contexto que as autoras nos oferecem o arcabouço conceitual da Justiça Restaurativa e as experiências bem-sucedidas das Escolas Pacificadoras e outras metodologias aplicadas em várias partes do mundo.

A Disciplina Restaurativa vê em cada indisciplina uma oportunidade para oferecer ao aluno conscientização sobre as consequências de seus atos, responsabilidade de sanar danos e relacionamentos rompidos e oportunidade de fortalecer laços de cooperação e cuidado com seus colegas e professores.

Suas autoras, Lorraine Stutzman Amstutz e Judy H. Mullet partilham conosco sua ampla experiência pedagógica e vasto repertório de metodologias restaurativas para a escola como um todo.


Autor(a)

 Lorraine Stutzman Amstutz é diretora do Minnonite Central Committee Office on Crime and Justice. Como tal, ela oferece consultaria e treinamento para agencias e comunidades interessadas em implementar programas de justiça restaurativa que incluem um elemento específico de mediação/encontro entre vítima e ofensor. Ela trabalha com encontros vítima/ofensor desde 1984.
É co-autora do curso Victim Offender Conferencing in PA’s Juvenile Justice System, e articulista. É membro do Conselho da International Victim Offender mediation Association e do Programa de Vítima/Ofensor da Lancaster County, PA.
Formou-se em Assistência Social na Eastern Mennonite University em Harrisonburg, VA (onde recebeu Distinção por Serviços Prestados em 2002), e obteve o mestrado em Assistência Social pela Marywood University, de Scranton, PA.
Autor(a)

 Judy H. Mullet é professora de educação e psicologia da Eastern Mennonite University, de Harrisonburg, VA. Seu doutorado versou sobre a escolha de estratégias de resolução de conflitos para adolescentes com dificuldades de aprendizado. 
Ela leciona em cursos de psicologia, educação, pacificação e disciplina restaurativa. Ministra oficinas de medidas restaurativas para agências públicas e privadas e publicou obras sobre educação alternativa e roteiros de estudo que acompanham a série em vídeo chamada “Rhythmus of Peace”, para espectadores na esfera pública e privada.
Ela é graduada em Psicologia pela Eastern Mennonite University, mestra em Psicologia da Educação pela James Madison University, e doutora pela Kent State University.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...