“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Curso Justiça Restaurativa em Belo Horizonte

Conflitos, transgressões e, muitas vezes, crimes fazem parte das relações humanas e do cotidiano urbano, desafiando nossas respostas habituais
Propomos uma reflexão sobre essa realidade, um caminho para acolhê-la e uma resposta a partir da intervenção restaurativa. Para isso é necessário que as pessoas sejam empoderadas e aprendam a lidar com a raiva, a dor, o luto, e com a sensação de impotência para não reproduzir o ciclo da violência  
Segundo o filósofo Paul Ricoeur, o tribunal de justiça é incapaz de reconciliar as partes, porque não tem condições de reconhecer suas necessidades até o fim. A Justiça Restaurativa pode modificar essa situação, pelo processo dialógico que favorece o reconhecimento do outro, a responsabilização e a restauração. Nesse processo, a punição é superada por uma intervenção construtiva, agregadora e dialogal.
Muitas situações em nossa vida cotidiana—como sujeitos e cidadãos, assim como membros de uma instituição seja ela escola, tribunal ou presídio—estão a nos pedir respostas que interrompam o ciclo da violência, instaurem o direito e restaurem o justo. Podemos dar nossa contribuição.
No mês de agosto teremos a oportunidade de ampliar nossos conhecimentos sobre o tema  Justiça Restaurativa,  com Petronella Maria Boonen doutora e mestra em sociologia da educação pela Universidade de São Paulo/USP, com tese sobre Justiça Restaurativa. Petronella também é graduada em Ciências Sociais pela USP e tem especialização em mediação de conflitos pela PUC-SP. É integrante da Congregação das Missionárias Servas do Espírito Santo.
Fundadora da linha Perdão e Práticas Restaurativas do Centro de Direitos Humanos e Educação Popular de Campo Limpo, São Paulo dá cursos da Escola de Perdão e Reconciliação e de Justiça Restaurativa em diversos lugares com público ligado principalmente à área educacional, social, prisional e pastoral. 
Local: Centro Loyola -  Rua Sinval de Sá,  700 - Cidade Jardim– Belo Horizonte- MG
  Dia 23/08: sexta feira de 19h às 21:30h
Conferência: Um panorama da J. Restaurativa
Dia 24/08  , sábado de 8:30h as 17:30h
Dia 25/08 , domingo  de 8:30 as 12:00h. 
Contribuição  de R$ 50,00 para cobrir os custos.
Para inscrição no curso favor preencher o formulário no link abaixo e clicar enviar ao final 

TEMAS: SOBRE A JUSTIÇA RESTAURATIVA
· Justiça Restaurativa: definições e debates
· Justiça Restaurativa: sua prática
· Passos e tempos na restauração
· O desenvolvimento da Justiça Restaurativa  .

CONCEITOS FUNDANTES DA JUSTIÇA RESTAURATIVA  
1. Sobre a justiça justa
· O justo
· A justiça dinâmica
· A justa justiça universal
· O justo e a punição
2 .Sobre o reconhecimento
· Igualdade de direito
· Pluralidade de singularidades
· Autorrealização e distribuição justa de recursos
· Valorização plena através do modelo de estatuto
· Na condição de corpo incircunscrito
3. Sobre o perdão
· Perdão como dádiva
· Perdão e memória
· Perdão como ação pública
· Perdão e psicologia
· Perdão e Justiça Restaurativa
4. Sobre a verdade
· A arte de (re)construir a verdade
· Construção da verdade e controle social
· Espaço de tensão e luta
5 .Sobre a reconciliação
· Uma expectativa da Justiça Restaurativa
· Bases para a reconciliação
· Níveis de reconciliação
· O lugar da dor
· O poder
6. Sobre a cidadania
· A construção da cidadania através do discurso
· A reflexão como condição
· A vergonha como instrumento de cidadania
· A subcidadania, uma questão educacional

EXPERIÊNCIA
· A Justiça Restaurativa no Centro de Direitos Humanos e Educação Popular do Campo Limpo - SP

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...