“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Garibaldi participa de formação sobre Justiça Restaurativa

Escrito por Redação   
Qui, 18 de Abril de 2013 10:04
A Secretaria de Educação de Garibaldi junto com as equipes diretivas das escolas, esteve participando de 08 a 12 de abril, de uma formação de 40 horas, sobre “Justiça Restaurativa – Resolvendo Conflitos e Educando para a Paz”. A capacitação foi realizada no munícipio vizinho de Bento Gonçalves.
O evento promovido pela Associação Educare foi coordenado pela psicóloga e professora Monica Mumme, do Rio de Janeiro. A formação enfatizou os Processos Circulares com a finalidade de melhorar a convivência entre os seres humanos, criando uma Cultura de Paz através do aprendizado do diálogo e da escuta.
Aplicada no sistema judicial, a metodologia dos Processos Circulares envolve as partes afetadas na decisão de como corrigir a situação depois de um crime. Identifica os danos e necessidades de todos, determinando como tais necessidades serão atendidas. Nas escolas é ferramenta para criar um ambiente positivo em sala de aula e resolver problemas de comportamento. Nos locais de trabalho mostra-se eficaz para lidar com conflitos e chegar a consensos e, no serviço social, desenvolve sistemas de apoio mais orgânicos, capazes de efetivamente ajudar pessoas que lutam por encontrar um sentido para suas vidas.
É importante que lideranças escolares, professores, funcionários, estudantes e suas famílias aprendam a explorar e liberar o potencial criativo dos conflitos e a impedir que, mal compreendidos e mal manejados, possam se apresentar sob a forma de estagnação ou violência.
Dominic Barter, especialista em Comunicação Não Violenta, costuma dizer que as necessidades humanas não entram em conflito, elas coexistem: o que entra em conflito são as estratégias que utilizamos visando atender nossas necessidades (Barter, 2007).
Fonte & foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Garibaldi
Última atualização em Qui, 18 de Abril de 2013 10:11

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...