“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

sábado, 13 de setembro de 2008

Candidatos falam sobre segurança para Santa Gertrudes

Preocupados com a violência, que vem aumentando nos grandes centros e pode migrar para o interior

Para o candidato Rogério Pascon (PTB), as medidas a serem adotadas a fim de proteger a cidade são: intensificar a repressão ao crime, através da vigilância em todos os bairros, integrando mecanismos investigativos, ampliando a base de dados das polícias, e unificando o atendimento dos chamados da PM, Polícia Civil, Guarda Municipal e ambulância.
"Consolidar um Sistema de Segurança, para agilizar os fluxos informativos entre instituições e melhor combate à criminalidade.
Desenvolver uma Rede Municipal de Educação em Segurança Pública Cidadã, com a formação integrada de profissionais, além de incentivar a criação de programas de justiça comunitária preventiva e restaurativa, implantar o programa Vizinhança Solidária e buscar aumentar o efetivo da polícia", fala Pascon.
Já o candidato Djalma Codo (PP) diz que "em primeiro lugar é necessário que se crie mecanismo que vise dificultar a vinda de maus elementos para a nossa cidade e fazer com que se cumpra com rigor a Lei que fecha os bares em determinado horário".
Para ele, outras medidas são necessárias, como aumentar o contingente da Guarda Civil Municipal, oferecendo cursos de aprimoramento, inclusive munidos de armas; solicitar junto ao Governo do Estado o aumento do efetivo da Polícia Militar e Civil; implantar o sistema de monitoramento por câmeras nos pontos estratégicos da cidade; criar postos da Guarda Civil Municipal nos bairros e guaritas nas entradas da cidade", diz.
Para o atual prefeito Valtimir Ribeirão (PMDB), quanto ao cerco contra o crime nos grandes centros, que poderia levar a criminalidade para o interior, cabe aos governos - Federal e Estadual – cuidar para que o combate à criminalidade seja uma ação macro. "Na parte que nos toca, entendemos que a criminalidade e a violência que a aciona são uma questão de múltiplas facetas e não admitem enfoque isolado. Assim, defendemos a presença mais intensificada do policiamento nas ruas, a intensificação também das ações de inteligência, e a integração funcional das forças de segurança, envolvendo a Guarda Civil Municipal, Polícia Civil e Polícia Militar, coordenadas por um Comitê de Ação Conjunta que possa propor e implementar um protocolo exequível de ações com este fim. Estaremos empenhados em equacionar o problema da criminalidade no âmbito de ações integradas entre os municípios da região", diz.
O candidato João Carlos Vitte(DEM) diz que "para resolvermos o problema da segurança em nosso município, temos um estudo para a implantação de câmeras para o monitoramento de pontos críticos da cidade. Com isso, pretendemos inibir e monitorar as ações criminosas. Queremos, também, melhorar a iluminação pública em toda a cidade e ampliar a frota de veículos de patrulhamento, e, em cooperação com o Governo do Estado, implantar câmeras de segurança", fala.
Ele destaca ainda a importância em se criarem programas sociais, investir na educação, incentivar o esporte e a cultura.
Para o candidato Paulo Alexandre Zemuner (PSOL), "o problema da segurança não será solucionado apenas com repressão e com prisão. É muito fácil e bastante cômodo exigir mais policiais nas ruas, viaturas, armamento, monitoramento por câmeras. O grande desafio, na verdade, é criar formas de inibir a ação criminal e propor soluções verdadeiramente responsáveis, com foco na cidadania e visão humana das dificuldades enfrentadas. Não há como pensar em segurança sem antes pensar numa política séria de educação, assistência social, emprego e renda", fala. "A Guarda Municipal deve ser gestora e operadora da segurança pública local. É preciso qualificar, equipar e valorizar seus funcionários. Também vamos reforçar a participação da comunidade."


Sábado, 13 de setembro de 2008 - Atualizada as 07:22 h

JC - Jornal Cidade.net.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...