“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Novos defensores públicos são recepcionados em Círculo de Boas-Vindas

O momento fez parte do Curso de Formação Inicial que segue até a próxima quarta-feira (9).


Novos defensores são recebidos em Círculo de Boas-Vindas (Foto:Lázaro Lemos)
A Defensoria Pública do Estado do Piauí (DPE-PI) realizou um Círculo de Boas-Vindas para recepcionar os cinco novos defensores públicos empossados no dia 28 de outubro. O círculo foi realizado nessa segunda-feira (7), das 8h30 às 12h30, no Centro Guadalupe, na Vila Operária, e contou com a coordenação da defensora pública Débora Cunha Vieira Cardoso, que é titular da 7ª Defensoria Pública de Família e coordenadora do Núcleo de Solução Consensual de Conflitos e Cidadania, e do defensor público Rogério Newton de Carvalho Sousa, titular da 8ª Defensoria Pública de Família e coordenador do Núcleo Especializado da Saúde. A defensora pública-geral, Hildeth Evangelista, participou do encontro.
Participaram do momento, os novos defensores públicos Álvaro Francisco Cavalcante Monteiro, Cyntya Tereza Sousa Santos, Paulo Henrique Ribeiro Rocha, Omar dos Santos Rocha Neto e Karolyne Duarte Chaves Ellery Barreira.
Também estiveram presentes o subdefensor público-geral, Erisvaldo Marques dos Reis, e as defensoras públicas Viviane Pinheiro Pires Setúbal, Irani  Albuquerque de Brito,  Daiana Mendes Sampaio Magalhães, Carla Yascar Bento Feitosa Belchior e  Andréa de Jesus Carvalho.
"Eu avalio positivamente o círculo, porque é uma forma de sensibilização dos defensores por uma abordagem que cada vez tem mais entusiastas no Sistema de Justiça, a Justiça Restaurativa, que é  hoje chancelada pela ONU, recomendada pelo CNJ e  faz parte do Sistema de Justiça Multiportas, o que quer dizer que podem ser utilizados vários tipos de abordagens para a solução de conflitos. Não só o sistema tradicional punitivo, mas essas outras abordagens como a conclialiação e a mediação, que são as mais conhecidas e o Círculo de Justiça Restaurativa, uma forma do novo defensor tomar conhecimento que essas abordagens existem e podem ser aplicadas na atividade funcional com eficácia e eficiência em um sistema que está esgotado, sobrercarregado de processos. Mas não só por causa disso, e sim porque é outro paradigma. Mais humano, mais sensível, que valoriza a expressão das pessoas, com a participação de todos que podem resolver um conflito. A Justiça Restaurativa absorve e reconhece a importância das pessoas com esse fim", diz o defensor Rogério Newton.
Débora Cardoso também deu suas impressões sobre a iniciativa. "A recepção por meio do círculo objetiva, além de uma acolhida diferenciada, a apresentação de algumas metodologias de diálogo que estão sendo utilizadas no Sistema de Justiça. Utilizamos várias ferramentas da Justiça Restaurativa, apresentamos alguns de seus elementos e mostramos sua aplicabilidade no caso concreto. Falamos sobre Comunicação Não-Violenta, Escuta Empática, Mediação de Conflitos e convidamos  os colegas a conhecerem mais sobre essas novas abordagens. Foi muito prazeroso conhecer os novos colegas dessa forma, assim como também foi muito gratificante contar com a presença dos defensores veteranos, que puderam falar sobre suas experiências, suas impressões, além de darem valiosas dicas", afirma a defensora.
“O Círculo de Boas-Vindas é uma forma de recepcionarmos os novos defensores por meio de um olhar diferenciado, dentro de uma prática inovadora que foge ao formalismo. Esperamos que possa contribuir de forma significativa para o desempenho de cada um frente aos desafios que terão a partir de agora na carreira. Agradeço mais uma vez a disponibilidade e iniciativa da dra. Débora Cunha e do dr. Rogério Newton, que por meio de iniciativas como essa vêm nos proporcionando essa forma diferente de vivenciar a Defensoria Pública”, disse Hildeth Evangelista.
O Círculo de Boas-Vindas faz parte do Curso de Formação Inicial para os novos defensores públicos do Estado do Piauí, que é desenvolvido por meio da Escola Superior da Defensoria Pública (Esdepi) e foi, oficialmente, na tarde da segunda-feira, no auditório da Escola Superior da Defensoria, tendo prosseguimento até a quarta-feira (9). O curso tem por objetivo proporcionar aos novos defensores um conhecimento mais detalhado das várias áreas de atuação da instituição, apresentando o funcionamento organizacional e realizando palestras que abordem temas voltados para as áreas de atuação dos defensores públicos.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...