“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

segunda-feira, 23 de maio de 2016

TJ-MS quer mais segurança na área de futuro Centro Integrado de Justiça

Centro Integrado de Justiça dever ser inaugurado no 2º semestre.
Deverão passar diariamente pelo local cerca de 2 mil pessoas.

Prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, recebeu pedidos do presidente do TJ/MS, desembargador João Maria Lós, para o entorno do Cijus (Foto: Divulgação/TJMS)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul(TJ-MS) pediu a prefeitura de Campo Grande a melhoria da segurança, sinalização viária e infraestrutura urbana no entorno da área do Centro Integrado de Justiça (Cijus), que está sendo implantando no prédio do antigo Shopping 26 de Agosto, no centro da cidade. A estrutura do centro comercial foi desapropriada pelo governo do estado, a pedido do Judiciário, em 2013.
Nesta quinta-feira (19), o presidente do TJ-MS, desembargador João Maria Lós e o juiz auxiliar da Presidência, Paulo Afonso de Oliveira, se reuniram com o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), para apresentar uma série de reivindicações para melhorias e adaptações urbanísticas na áreas, que está localizadas entre a rua 7 de Setembro, a avenida Calógeras e a rua 26 de Agosto.
“O Cijus se transformará em um ponto de movimentação do Judiciário com circulação de cerca de 2 mil pessoas por dia, o que impulsionará a região central da cidade. Com o apoio da prefeitura, buscamos a revitalização do centro da nossa capital, trazendo melhorias para toda a população campo-grandense”, ressaltou Lós.
Entre os pedidos apresentados pelo presidente do TJ-MS ao prefeito estão: a designação de um efetivo permanente da Guarda Municipal para garantir a segurança das imediações; implantação de um sistema de monitoramento com câmeras de vídeo nas vias públicas, melhoria na iluminação pública; manutenção e melhoria na sinalização de trânsito; reserva de vagas para veículos oficiais, idosos e portadores de necessidades especiais e poda paisagística das árvores localizadas nas proximidades do prédio.
No encontro, Bernal assegurou empenho para atender as solicitações do Poder Judiciário, já que a inauguração do prédio está prevista para o segundo semestre deste ano.
Localização estratégica
Segundo o TJ-MS, o Cijus estará localizado em uma área estratégica em Campo Grande. Na região central da cidade, próximo a pontos de ônibus, táxis e mototáxis. Entre os órgãos judiciários que serão instalados no local estão os Juizados Especiais, que contarão com 19 salas de audiência, 2 de palestras, 21 de conciliação, 3 para a Defensoria Pública, 3 para o Núcleo de Solução de Conflitos, além de 220 lugares de espera.

No pavimento térreo ficarão a atermação, a triagem, o serviço expresso, o gabinete médico e odontológico. Para o Departamento dos Juizados Especiais haverá duas salas amplas, 16 gabinetes para juízes, sala de reunião, central de segurança, sala de contadoria, de apoio para a Procuradoria-Geral do Estado, da Defensoria, Promotoria e para a OAB.

Será instalada ainda no local a Secretaria Judiciária de 1º Grau, com previsão para até 300 postos de trabalho, e salas de apoio. As Varas da Infância e da Juventude terão cartórios, salas de atendimento psicossocial, de psicólogos e de assistentes sociais.  A Justiça Restaurativa terá sala de ludoterapia e brinquedoteca e o Núcleo de Projetos, como o de adoção e do Projeto Padrinho, também estará no local.

Para as Turmas Recursais serão disponibilizados plenário, com mais de 70 lugares, e sala ampla no pavimento superior. Também será instalado no prédio o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos.

Além disto, possui amplo estacionamento no subsolo e no terraço, com cerca de 277 vagas para carros e 82 para motocicletas, inclusive vagas para idosos e pessoas com deficiência.

Do G1 MS. 20/05/2016.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...