“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Judiciário e Ministério Público disseminam a cultura de paz em escolas de Santana

Com o intuito de promover a capacitação e a formação dos educadores para enfrentar situações violentas nas escolas e fomentar a cultura da paz a partir de uma abordagem integrada, cooperativa e humanitária, o Curso de Formação de Facilitadores em Práticas Restaurativas na Educação, está sendo realizado na Escola Municipal Piauí, em Santana.
O Poder Judiciário amapaense executa com o Ministério Público e Governo do Estado, o curso "Escola Restaurativa: Promovendo uma cultura de paz", objetivando capacitar a equipe escolar para instituir e difundir no âmbito educacional uma cultura de paz, de forma a servir de instrumento para o enfrentamento dos conflitos no cotidiano escolar.
A professora de educação física, Sumaya Quemel, que está participando do curso, ressaltou o entusiasmo sobre a capacitação que está recebendo. “Está sendo muito instrutivo participar deste curso para adquirir novos conhecimentos e assim melhor administrar as ocorrências de violência nas escolas.”
A juíza da infância e juventude de Santana, Larissa Noronha, pontuou que o objetivo do programa busca pacificar as relações no ambiente escolar, propiciando um ambiente de diálogo e de bem-estar construtivo.
“O programa escola restaurativa tem como objetivo principal trazer para as escolas a capacitação em justiça restaurativa para professores, diretores, serventes e merendeiras, propiciando uma nova cultura de paz nas escolas e melhor solucionando os muitos problemas que enfrentam.”
A Promotora de Justiça, Silvia Canela, ressaltou o que as escolas irão adquirir após a capacitação do curso. “A partir desta capacitação, cada escola terá um núcleo para gerir os conflitos surgidos, prevenindo a violência e gerando a cultura de paz.” O evento segue até a próxima sexta-feira (5), com palestras e atividades em grupo.
Texto: Bruna Tavares
Fotos: Pedro Gomes

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...