“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Juiz de MS assina protocolo sobre Justiça Restaurativa

O juiz Roberto Ferreira Filho, da Vara da Infância e da Juventude de Campo Grande, estará em Brasília nesta quinta-feira (14), na sede da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), para participar da assinatura do Protocolo de Cooperação Interinstitucional para Difusão da Justiça Restaurativa.
Ferreira Filho participa não apenas como representante de Mato Grosso do Sul, mas como presidente do Fórum Nacional de Justiça Juvenil (Fonajuv). Assinam também protoloco o ministro Ricardo Lewandowski, presidente do STF e do CNJ, representantes da AMB, do governo federal, agências da ONU e da Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e Juventude (ABRAMINJ).
Após a cerimônia de assinaturas, haverá a primeira reunião de trabalho para definição de metas e forma de efetivação da difusão da Justiça Restaurativa pelo país, já que as atividades da Justiça Restaurativa no Brasil ainda são recentes, sobretudo depois que a Organização das Nações Unidas (ONU) editou a Resolução nº 2002/2012 e da vigência da Lei nº 12.594/2012, prevendo a utilização de técnicas alternativas e restaurativas como forma de resolução de conflitos.
Em Mato Grosso do Sul são desenvolvidos os projetos Justiça Restaurativa Juvenil e Justiça Restaurativa Escolar, com atendimento nas escolas da rede estadual de ensino e com perspectiva de expansão para a rede municipal da comarca de Campo Grande.
 Fonte: Assessoria TJMS em 13 de Agosto de 2014

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...