“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Palestra 'Escolas de Perdão e Reconciliação' no MP

'O Perdão e a reconciliação não querem dizer impunidade'
(Foto: Arquivo Portal Infonet)
A Escola Superior do Ministério Público de Sergipe (ESMP) realizará, no próximo dia 14 de abril, às 14h, no Auditório Promotor de Justiça Valdir de Freitas Dantas, Sede do MP, a Palestra “Justiça Restaurativa - Escolas de Perdão e Reconciliação”.
A palestra será ministrada pela Dra. Petronella Maria Boonen, Doutora em Educação e Mestra em Sociologia pela Universidade de São Paulo – USP. Dra. Petronella vai apresentar os fundamentos culturais, sociais e ideológicos da Justiça Restaurativa, conceituada como processo colaborativo que envolve aqueles afetados mais diretamente por um crime, para determinar qual a melhor forma de reparar o dano causado pela transgressão.
Dra. Petronella tem experiência na área de Educação Formal e Informal. Coordenou o Centro de Direitos Humanos e Educação Popular de Campo Limpo. Coordenadora Nacional das Escolas de Perdão e Reconciliação, com sede em Bogotá, Colombia. Oferece cursos e conferencias sobre Justiça Restaurativa, Perdão e Reconciliação, com ênfase em procedimentos restaurativos e superação de conflitos.
A Justiça Restaurativa consiste em um paradigma não punitivo, baseado em valores, que tem como principal objetivo a reparação dos danos oriundos do delito causados às partes envolvidas – vítima, ofensor e comunidade, ou seja, traz um novo paradigma para a justiça, buscando distanciar-se daquela meramente punitiva, aproximando-se do conceito de restauração, e oportunizando a recuperação dos infratores.
As inscrições para o evento e a condição para recebimento do certificado, podem ser feitas através do site da Escola Superior, no período de 25/03 até às 10h do dia 14/04/2014.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...