“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de março de 2013

Encontro trata de formação cristã nos cárceres e Justiça Restaurativa em Vitória


A Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Vitória (ES) realizou no último fim de semana, dias 9 e 10, um momento de capacitação de seus agentes, centrado na formação cristã no Cárcere e na Justiça Restaurativa.

Além dos agentes da pastoral na Arquidiocese, houve participação de pessoas das cidades capixabas de Guarapari, Vila Velha, Viana e Cariacica, entre os quais advogados, jovens de uma comunidade de vida, uma freira e uma moradora de um quilombo, todos com experiência e lidar com situações de violência e violações de direitos.
No primeiro dia de atividades, padre Carlos Barbosa, coordenador arquidiocesano da pastoral, apresentou reflexões sobre a Formação Cristã nos Cárceres. Ele se mostrou receptivo a novas propostas de ação para a pastoral e sugeriu que a formação realizada em Vitória seja disseminada para outras dioceses no Espírito Santo.
Irmã Bárbara Kiener, das Missionárias de Cristo, assessorou o segundo dia do encontro, quando apresentou o curso da Escola de Perdão e de Reconciliação (ESPERE) e também comentou sobre práticas de Justiça Restaurativa (JR). Ela se valeu de atividades individuais e dinâmicas de grupo para que os participantes compreendessem os conteúdos.
“O pessoal logo entrou nas dinâmicas, e estávamos no meio do assunto da violência. Foi uma amostra somente. Os participantes ficaram muito animados, desejando mais formações como essa. Sentiram muita esperança no final com a prposta da ESPERE e da JR”, comentou irmã Bárbara.
Outras informações sobre a Pastoral Carcerária em Vitória (ES) podem ser obtidas na cúria arquidiocesana pelo e-mail mitra.secretariapastoral@aves.org.br ou em (11) 3223-6711.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...