“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Lançamento do livro “Mediação de Conflitos, Direitos Humanos e Acesso à Justiça”


Quando: 06/12/2012 às 14h

Onde: Plenarinho III da Assembleia Legislativa

Rua da União, 439, 2º andar do anexo I, Recife – PE

O Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares – GAJOP, com o apoio da União Europeia – UE,  e a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco, têm a honra de convidar Vossa Senhoria para a Audiência Pública em comemoração ao “Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos e lançamento do livro Mediação de Conflitos, Direitos Humanos e Acesso à Justiça”, a ser realizada no dia 06 de dezembro de 2012, às 14h, no Plenarinho III, da Assembleia Legislativa, 2º andar do anexo I.
Informações: 3092 5252  I  secretaria@gajop.org.br  I  justica.cidada@gajop.org.br

Quando: 06/12/2012 às 14h

Onde: Plenarinho III da Assembleia Legislativa

Rua da União, 439, 2º andar do anexo I, Recife – PE

 ____________________________

Veja abaixo os títulos dos artigos:
  1. Mediação coletiva: uma construção à luz dos Direitos Humanos
  2. Reflexões a partir dos fundamentos e do Método da Comunicação Não Violenta (CNV)
  3. A falência do sistema de justiça juvenil e a recuperação restaurativa: mudando as lentes do problema infracional
  4. A Justiça Restaurativa e os Direitos Humanos: superando antigos paradigmas punitivos
  5. Refletindo sobre a justiça restaurativa e a mediação transformativa no âmbito da justiça juvenil
  6. La comprensión del prejuicio en la actualidad como forma de mediar conflictos y combatir la violência
  7. Mediação familiar: pedagogia da comunicação Justiça Comunitária e emancipação na América Latina: a educação como pedagogia política
  8. Aprender a comunicar-se: primeiro passo para melhor convivência escolar
  9. Mediação de conflitos na escola: reflexão e ação para a vida
  10. Entraves à mobilização para o exercício da cidadania na comunidade do Pina: reflexões sobre o crescimento econômico e a não garantia de direitos
  11. Entre vozes e gemidos… Uma luz: os mecanismos tradicionais de resolução de conflitos e o pluralismo jurídico contemporâneo
  12. Experiência de mediação de conflitos coletivos: desafios da prática educativa em Direitos Humanos
  13. Práticas restaurativas juvenis e a mediação vítima-ofensor na 2ª vara da infância e da juventude de João Pessoa-PB: relato de uma experiência
  14. Mediação: empoderamento e inclusão social por meio do diálogo
“A mediação coletiva à luz dos direitos humanos funda-se nos princípios humanistas por acreditar que estes favorecem a convivência democrática e se assentam em valores como democracia, justiça social e dignidade da pessoa”.
contracapa em jpg


Fonte: Nuidh

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...