“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Passo Fundo sedia debate sobre Justiça Restaurativa


Servidores da 4ª Delegacia Penitenciária Regional (DPR), com sede em Passo Fundo, se reuniram na quarta-feira (02), para estudar Justiça Restaurativa e trocar informações sobre práticas profissionais a partir de subsídios e metodologias que auxiliem os servidores em suas rotinas de trabalho. Na abertura do evento, que contou com cerca de 40 profissionais, o superintendente adjunto dos Serviços Penitenciários (Susepe), Mário Pelz, destacou que a Justiça Restaurativa auxilia no trabalho de classificação e individualização de pena. "Trata não só da questão profissional, mas também sobre a vida de cada um, pois promove a reflexão sobre nossas próprias ações", afirmou.
A possibilidade de criar uma política de recrutamento de servidores e apenados para a aplicação da Justiça Restaurativa foi um dos focos de discussão neste encontro. O grupo de estudos da 4ª DPR se reúne todas as primeiras quartas-feiras de cada mês.
Justiça Restaurativa
Esta metodologia de resolução de conflito rompe com a forma tradicional, pois visa promover processos restaurativos, onde vítima e ofensor, bem como outros indivíduos ou membros da comunidade que foram afetados pelo conflito, participam ativamente na resolução das questões deste conflito, geralmente com a ajuda de um facilitador.
Texto: Neiva Motta
Edição: redação Secom (51) 3210-4305

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...