“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Simpósio Mediação Conciliadora


Com o objetivo de oportunizar a comunidade de São Luiz Gonzaga  um momento de diálogo e troca de conhecimentos sobre o tema “Mediação Conciliadora”, O Grupo de Estudos do TMA/RS – Seccional de São Luiz Gonzaga, a URI de São Luiz Gonzaga e o Grupo de Pesquisa Mediação e Justiça Restaurativa – do Curso de Mestrado em Direito da URI de Santo Ângelo, promoveram, no Salão de Eventos da URI de São Luiz Gonzaga, nos dias 4 e 5 de abril, o “SIMPÓSIO MEDIAÇÃO CONCILIADORA: O diálogo como meio para a solução de conflitos”.
               Um Simpósio respeitando a origem do termo, que na Grécia Antiga, referia-se a um evento durante o qual eram travados diálogos intelectuais, permeados por apresentações de música e dança. Assim, o evento contou com momentos culturais, na primeira noite a arte local esteve representada pelos artistas Mário Meira e Cristovão Guedes e na segunda noite por Orci Machado e Grupo de Dança Folclórica Fênix.
               Nos painéis, o objetivo principal era demonstrar as principais características das diversas faces da Mediação, analisando esta, dentro da mudança de postura social – que vem adotando o diálogo como meio
para solução de conflitos. Para tanto, na primeira noite, coordenados pelo Sr. Alysson Reginato dos Santos – Presidente do TMA/RS Seccional de São Luiz Gonzaga/RS, estiveram presentes como painelistas o Sr. Roque Noli
Bakof – Presidente do Tribunal de Mediação e Arbitragem do Rio Grande do Sul (TMA/RS), o Dr. Mauro José Gaglietti – Pesquisador e Docente no Programa de Pós-Graduação em Direito – Mestrado – da Universidade Regional
Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI, Campus de Santo Ângelo (RS)e a Sra. Sheila Marione Uhlmann Willani – Mestranda e Monitora do Grupo de Pesquisa Mediação e Justiça Restaurativa do Mestrado – da Universidade
Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI, Campus de Santo Ângelo (RS).
          Já na segunda noite do simpósio, coordenados pela Sra. Simone Avila de Matos (Vice- Presidenta Institucional e de Formação da Diretoria Provisória do TMA/RS Seccional de São Luiz Gonzaga/RS), estiveram presentes os
painelistas: Sr. Carlos Adriano da Silva – Juiz de Direito Jurisdicionado na 2ª Vara Criminal da Comarca de Santo Ângelo/RS, Sra. Isabel Maciel Mousquer – Presidente do TMA/RS Seccional de Santo Ângelo, Sra. Elizabeth
Silva Moreschi – Juiza Conciliadora, Juiza Mediadora e Juiza Leiga na Comarca de Porto Alegre/RS e Sr. Alysson Reginato dos Santos – Presidente do TMA/RS Seccional de São Luiz Gonzaga/RS.
               Desta forma, refletiu-se sobre mediação, conciliação, justiça restaurativa, justiça comunitária e arbitragem. Demonstrando que a mediação emerge como uma alternativa de união de pessoas, buscando uma solução pacífica para os conflitos, indo além de uma mera solução para os processos, dentro da multidisciplinaridade e diversidade social, sob a
égide do diálogo.
Simone Avila de Matos
Vice- Presidenta Institucional e de Formação da Diretoria Provisória do TMA/RS Seccional de São Luiz Gonzaga/RS.

Guia São Luís. 

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...