“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de março de 2012

SJDH discute projeto das Casas da Juventude em seminário



Calendário de atividades do projeto e abertura das Casas está previsto para o mês de maio. - Foto: Juliana Lopes
Na tarde desta segunda-feira (19), ocorreu o 1º Seminário Interno Rede Casas da Juventude, com o objetivo de ajustar as ações que compõem o projeto. A Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos (SJDH), coordenadora da iniciativa, foi representada pela diretora do departamento de Direitos Humanos e 
Cidadania, Tâmara Biolo Soares e pelo Coordenador Estadual de Juventude Mauricio Piccin.  Além disso, o Seminário contou com a participação das entidades envolvidas na execução do projeto.

Uma das deliberações do encontro foi a criação de um comitê gestor, para colocar em prática o calendário de atividades e abertura das Casas – prevista para maio –, além da capacitação de equipes técnicas que irão atuar nas Casas. Foi estabelecida ainda uma parceria com a ouvidoria da Segurança Pública, que irá receber as denúncias de violação dos direitos humanos. Haverá também ações de inclusão dos jovens ao mercado de trabalho, em parceria com a Delegacia Regional do Trabalho, utilizando os programas Pronatec e Jovem Aprendiz.
Foram discutidos ainda temas como o movimento GerAção – que prevê a mobilização e protagonismo dos jovens –, a instituição das casas, a proteção dos direitos humanos,  ações na área da primeira infância, justiça restaurativa, educação para a paz e o observatório da juventude.
O programa é uma prioridade da SJDH, afirma a diretora Tâmara: “O seminário foi muito importante para alinhar o compromisso da execução do projeto, que foi elaborado pela SJDH considerando a realidade de cada entidade que atua nos territórios do RS na Paz”.
O Comitê gestor deve se reunir novamente ainda este mês.

Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...