“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Universitários de Psicologia da Unifenas atuarão na mediação de conflitos



Varginha será o primeiro município do interior de Minas a contar com a Justiça Restaurativa. Esse projeto, que encontrou parceria da UNIFENAS/VARGINHA, tem como principal objetivo auxiliar na resolução de questões conflitantes que envolvem o Judiciário. A Justiça Restaurativa foi criada para ajudar a resgatar as relações que foram desgastadas durante um conflito.

(Foto: Divulgação)

Para auxiliar na Justiça Restaurativa, acadêmicas da Unifenas/Varginha participaram de uma palestra onde foram abordados os detalhes do projeto.
É um processo no qual a vítima, o infrator e/ou outros indivíduos afetados participam em conjunto na solução das questões resultantes daquele problema. Para auxiliar neste resgate de tudo que foi perdido durante esse processo, os envolvidos necessitam de uma assistência psicológica, da mediação de um terceiro. É nesta parte que vão atuar os alunos do 8º período de Psicologia da UNIFENAS/VARGINHA, supervisionados pela professora Érika Maria Pannain Rezende Pereira. Eles serão mediadores das questões, amparando psicologicamente os envolvidos.
E para atuar nesse projeto, os acadêmicos já começaram a ser preparados. Neste mês de setembro foi realizada uma palestra, ministrada pelas coordenadoras da Justiça Restaurativa, Ângela e Jaqueline, que explicaram todos os detalhes dessa nova vertente do Direito. Agora, em outubro, os universitários visitarão a sede do projeto e passarão por um treinamento. A expectativa é de que suas atividades comecem a ser desenvolvidas ainda neste semestre.

Lavras 24h.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...