“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

terça-feira, 16 de agosto de 2011

OAB Caxias do Sul apóia mais um Seminário sobre Comunicação Não-Violenta


No dia 19 de agosto, das 14h às 22h, acontecerá em Caxias do Sul mais uma edição do Seminário sobre Comunicação Não-Violenta. A OAB Subseção de Caxias do Sul é uma das entidades promotoras do evento. Dominic Barter e Ricardo Cesar Correa Pires Dornelles serão os palestrantes da ocasião.
Também são promotores do evento a Associação Jesus Senhor, o Comdica, a CIPAVE, a FAS e a Prefeitura de Caxias do Sul, por meio das Secretarias da Educação e de Segurança Pública e Proteção Social. O evento também tem como parceiros OAB/RS, através da Casa de Mediação, Rede CNV Brasil e a Universidade de Caxias do Sul. 
A entrada é franca e as inscrições estão abertas pelos telefones 3027 2330 (OAB Caxias), 3901 2323 ramal 208 (SMED) ou 3221 7594 (Associação Jesus Senhor).
Saiba mais
Sobre Dominic Barter
Coordenador de projetos em Justiça Restaurativa e para países de Língua Portuguesa, para o Centro internacional de Comunicação Não-Violenta. Fundou a rede CNVBrasil e apoia projetos de Comunicação Não-Violenta nas áreas de educação, justiça, políticas públicas, e mediação, como com grupos de diversos tamanhos: de empresas a igrejas a movimentos populares. É consultor em Práticas restaurativas para governos, comunidades, escolas, sistemas de justiça, empresas e movimentos sociais em diversos países, como para ONU. Precursor dos Círculos Restaurativos no Brasil, desde 2004 capacita para os projetos pilotos de Justiça Restaurativa no país. Em 2008 foi palestrante principal na Conferencia internacional de práticas restaurativas, em Toronto, Canadá. Tem longa experiência prática nas artes cênicas e trabalhos corporais. Nascido na Inglaterra, mora atualmente no Rio de Janeiro com sua filha.
Sobre Ricardo Cesar Correa Pires Dornelles 
Especialista em Mediação. Presidente da Comissão Especial de Mediação e Práticas Restaurativas da OAB/RS. Membro do Núcleo de Estudos sobre Mediação da AJURIS. Membro do Núcleo de Estudos sobre Justiça Restaurativa da AJURIS. Pós-graduado em Gestão Empresarial pela UFRGS, em Direito Empresarial pela PUC/RS e em Educação Biocêntrica pela UNISC. Capacitador nos projetos de Justiça Restaurativa na Comunidade pelo Ministério Público/RS e nos projetos de Justiça Comunitária pelo Ministério da Justiça. Palestrante em seminários nacionais e internacionais sobre Mediação e Justiça Restaurativa e consultor em projetos de mediação.
Sobre Comunicação Não-Violenta
A Comunicação Não-Violenta desenvolvida pelo Dr. Marshall Rosenberg e sua equipe ao longo de 45 anos, nos convida a explorar novas possibilidades de comunicação eficaz, parceria e compaixão pessoal e socialmente engajada.
À base de princípios universais tais como a paz, a justiça, a dignidade, a segurança, a liberdade e o amor, a CNV nos guia a agirmos e nos relacionarmos de forma clara e empática, mesmo perante comportamentos desafiantes. Seja com nós mesmos, com quem convivemos ou nas comunidades que fazemos parte, nossas formas de expressão e organização social tendem a reproduzir os mecanismos dolorosos presentes em nossa cultura. Por isso a CNV focaliza nossa atenção no coração no sentido por trás das nossas ações e nossos sistemas sociais, aonde pulsa nossa humanidade compartilhada. O resultado é a redescoberta da cooperação.
A CNV é cada vez mais valorizada por promover a competência relacional e a resiliência emocional necessárias para o uso do nosso poder de co-criar o mundo em que queremos viver.


OAB SC.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...