“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de abril de 2010

Governo de SP recebe inscrições para vagas de professores-mediadores até hoje

Interessados devem se inscrever na Diretoria de Ensino da sua escola.

cabam nesta terça-feira (27) as inscrições para a vaga de professor-mediador escolar e comunitário do governo estadual de São Paulo. Os interessados deverão inscrever-se na DE (Diretoria de Ensino) correspondente à escola a qual está vinculado.
Poderão participar do processo seletivo os professores que estão na condição de adido ou readaptado e também docentes temporários titulares de cargos efetivos. A lista dos aprovados será divulgada até 7 de maio pelas DEs.
Para efetivar sua inscrição, o candidato deverá encaminhar à diretoria uma carta de motivação em que apresente de forma sucinta as razões pelas quais quer ser professor-mediador, além de certificados de cursos ou comprovação prévia de participação em ações e projetos relacionados à proteção escolar, como mediação de conflitos, justiça restaurativa, "bullying", articulação comunitária, entre outros.
O professor-mediador possui as seguintes funções: adotar práticas restaurativas e de mediação de potenciais conflitos no ambiente escolar; realizar entrevistas com os pais ou responsáveis dos alunos; analisar os fatores de vulnerabilidade a que possa estar exposto o aluno; orientar a família ou os responsáveis a procurar serviços de proteção social, se necessário; identificar e sugerir atividades pedagógicas complementares, a serem realizadas pelos alunos fora do período letivo; e orientar e apoiar os estudantes na prática de seus estudos.

R7 Notícias.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...