“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

terça-feira, 15 de setembro de 2009

MJ lança manual de Mediação Judicial

Brasília, 10/08/09 (MJ) – Para auxiliar magistrados e gestores públicos no processo de resolução de conflitos, o Ministério da Justiça lança nesta terça-feira (11), às 18h, em Brasília, o manual de mediação judicial. Com 246 páginas, a obra contém orientações sobre como realizar uma mediação, além de indicações sobre como fazer um treinamento e como avaliar o trabalho desenvolvido pelo mediador.

O manual de mediação judicial é resultado da parceria do Ministério da Justiça (MJ), por meio da Secretaria de Reforma do Judiciário (SRJ), com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Universidade de Brasília (UNB).

O governo federal vem incentivando a utilização de métodos alternativos, nos quais as atenções voltam-se para o diálogo por meio do processo de mediação. Pode-se definir a mediação como restabelecimento do diálogo entre as pessoas que se encontram em um impasse, ajudando-as a chegar a um acordo. Para tanto, é necessário que o mediador seja um profissional capacitado, que pode ser psicólogo, advogado, médico, administrador ou assistente social.

Na cerimônia de lançamento do manual, também será feita a abertura do III Curso de Aperfeiçoamento em Técnicas de Mediação e Composição de Conflitos para Magistrados Estaduais, inspirado nas diretrizes estabelecidas pelo Pronasci - Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania.

Já foram realizados 10 cursos para multiplicadores em cinco Estados do país, entre eles, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná além do Distrito Federal. Aproximadamente 300 Magistrados entre juízes estaduais e federais foram capacitados.

Para acessar o manual, clique aqui

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...