“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Justiça Restaurativa e Transformação de Conflitos

A CLIP tem a satisfação de convidar para o Workshop:


Justiça Restaurativa e Transformação de Conflitos


Atos infracionais ainda são avaliados exclusivamente por entidades fictícias, como "a sociedade", e principalmente "o Estado", cujo monopólio de administração de justiça tende a engendrar disfunções, injustiça, morosidade, burocracia, baixa qualidade, privilégios injustificáveis, violência e criminalidade. Dentre as alternativas a essas mazelas, a mais consistente e eficaz é a Justiça Restaurativa, ou "justiça do reconhecimento", que visa correspondência entre a sentença judicial e o sentimento de justiça dos atores afetados por atos infracionais. Ao mesmo tempo, apoiando o envolvimento - propiciado pela Justiça Restaurativa - desses atores no processo de resolução de conflitos, desponta uma nova metodologia, que possibilita a transformação dos conflitos em todas as suas dimensões: pessoal, relacional, estrutural e cultural .


com Prof. Dr. Pedro Scuro Neto

Ph.D., Leeds (Inglaterra), sob a orientação de Zygmunt Bauman, e Mestre em Ciências Sociais, Praga (República Tcheca). Consultor e Pesquisador, Centro Talcott de Direito e Justiça. Primeiro diretor do Centro de Pesquisas sobre o Poder Judiciário, Escola Superior da Magistratura (RS). Coordenador dos primeiros projetos que introduziram no Brasil e América Latina a justiça restaurativa, a metodologia de transformação de conflitos, o georeferenciamento por computador aplicado à prevenção de criminalidade, e o policiamento orientado à solução de conflitos. Autor de Sociologia Geral e Jurídica (6ª edição), São Paulo, Saraiva.


4 de setembro de 2008.
18h às 20h30.



Inscrições abertas- vagas limitadas




Investimento:

Estudantes de Graduação, alunos, ex-alunos da CLIP, Colaboradores da CLIP - R$ 50,00

Sócios da AGATEF e Estudantes de Pós-Graduação - R$ 100,00

Demais Profissionais - R$ 125,00


PARTICIPE!


INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:


CLIP - Clínica de Psicoterapia e Instituto de Mediação
Rua Luciana de Abreu, 337 conj. 404 e 503
Porto Alegre - RS (51) 3222.6134
www.clipmed.com.br info@clipmed.com.br

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...