“É chegada a hora de inverter o paradigma: mentes que amam e corações que pensam.” Barbara Meyer.

“Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado opressor.” Desmond Tutu.

“Perdoar não é esquecer, isso é Amnésia. Perdoar é se lembrar sem se ferir e sem sofrer. Isso é cura. Por isso é uma decisão, não um sentimento.” Desconhecido.

“Chorar não significa se arrepender, se arrepender é mudar de Atitude.” Desconhecido.

"A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo ... se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar." (N. Mandela).

"As utopias se tornam realidades a partir do momento em que começam a luta por elas." (Maria Lúcia Karam).


“A verdadeira viagem de descobrimento consiste não em procurar novas terras, mas ver com novos olhos”
Marcel Proust


Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Sugestão de Livro: Criminologia crítica e critica do direito penal - Introdução a Sociologia do Direito Penal




Características:

Título: Criminologia crítica e critica do direito penal - Introdução à sociedade do direito penal
Autor: Alessandro Barata
Coleção Pensamento Criminológico nº1
Co-edição: Revan e Instituto Carioca de Criminologia
Direito 256 páginas
ISBN/ISSN: 8535301887


Sinopse:

Neste clássico do direito contemporâneo, o autor Alessandro Baratta oferee ao leitor uma breve amostra de sua riqueza científica, filosófica e política, apresentando uma teoria criminológica de maneira sistemática e original. O professor congronta as aquisições das teorias sociológicas sobre crime e controle social com os princípios da ideologia da defesa social colocando em pauta uma política criminal alternativa.

O jurista faz uma análise das teorias psicanalíticas, como a desenvolvida por Reik, discorre sobre a teoria estrutural-funcionalista de Durkein e Merton, e aborda a teoria das sub-culturas criminais de Cloward-Ohlin e Shuterland.

A contribuição mais importante do texto talvez seja identificada na análise do conceito labeling approach: a criminalidade não seria um dado ontológico pré-constituído, mas realidade social constituída pelo sistema de justiça criminal por meio de definições e reação social.

Jurista ittaliano de renome internacional, o professor doutor Alessandro Baratta é diretor do Institut für Rechtsund Socialphilosophie da Universidade do Saarland, Alemanha, considerado um dos mis brilhantes criminológos da atualidade e respeitado pela comunidade científica internacional.

Nenhum comentário:

Justiça Restaurativa: Marco Teórico, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos

...

...